Header Ads

B01 728x90

BRASIL ☼ Bandeira vermelha vai aumentar conta de energia; veja como economizar

As contas de energia deste mês terão bandeira vermelha patamar 2, o que significa um acréscimo de R$ 3,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos

Esta é a primeira vez que o patamar 2 é acionado desde janeiro de 2016, quando a bandeira vermelha passou a contar com duas graduações. Com o nível de chuva abaixo da média, há queda de produção de energia nas usinas hidrelétricas e necessidade de acionamento das usinas termoelétricas — o que aumenta a conta.

Com os sucessivos aumentos anunciados, a auditora Rita Cácia, 52, já tornou a economia de energia parte da rotina. “Eu faço várias coisas e fico no pé dos meus dois filhos e do meu marido. No final, todos têm que contribuir para a conta baixar”, alerta.

Dentre as medidas adotadas por Rita estão tirar eletrodomésticos como televisão e telefone sem fio da tomada, quando não estão sendo utilizados, passar roupas com menos frequência, lavar roupa apenas duas vezes por semana, trocar lâmpadas antigas pelas de led e desligar o chuveiro elétrico. 

“Com a geladeira, eu tiro todos os produtos de uma vez só, para não ter que ficar abrindo a porta toda hora. Eu notei que, quando abrimos muito a geladeira, consome mais e demora de refrigerar”, explica.

Assim como Rita Cácia, a dona de casa Rita Fortunato, de 55 anos, também empreendeu mudanças em seu consumo para reduzir a conta de luz no final do mês. Em sua casa, moram ela, o marido e seu filho. Rita desliga o freezer durante a noite, passou a reduzir a frequência do uso do micro-ondas, parou de utilizar o ferro e evita tomar banho quente. 
(Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Quem consome menos, como Cláudia Andrade, 24, que mora só com o marido, também dá seus pulos. Ela explica que usa a máquina de lavar só uma vez na semana, utiliza o ar- condicionado apenas à noite, só usa o chuveiro no modo verão e abandonou o aspirador de pó. “Antes, eu usava o aspirador todos os dias, substituindo a vassoura. Hoje, varro a casa e uso o aspirador só às vezes”, disse.

Como calcular

Para calcular o consumo de kWh de um eletrodoméstico, é preciso conhecer sua potência. Por exemplo, um aparelho com de 5.000 W (watts) vai consumir isso em uma hora. Então, se ele ficar ligado durante uma hora, consumirá 5 kWh (já que 1 kWh equivale a 1.000 Wh). 

Hoje, o valor da tarifa residencial da Coelba é de R$ 0,44 por kWh. Ou seja, deixar esse aparelho ligado durante uma hora custará R$ 0,44 x 5, que é igual a R$ 2,20.

- 16 DICAS PARA ECONOMIZAR ENERGIA

- Não deixar o carregador do celular na tomada enquanto não estiver carregando o aparelho. Além de consumir energia, o superaquecimento do carregador pode provocar um incêndio.

- Estabilizar temperatura do ar-condicionado entre 23° e 25°, limpar o filtro com frequência e evitar obstruir o aparelho com cortina, armário, entre outros. Sempre lembrar de fechar a porta e a janela, para não consumir tanta energia.

- Sempre instalar o ar- condicionado em locais altos. Quanto mais alto, melhor. 

- Utilizar ventilador de teto assim que ligar o ar-condicionado. Isso ajuda a resfriar o quarto mais rápido. Assim que o quarto esfriar, desligar o ventilador e manter o ar em 25°.

- Organizar os alimentos na geladeira, para não ficar procurando os produtos. Quanto mais ar quente entra na geladeira, mais o motor tem que funcionar e mais energia é consumida.

- Evitar colocar o fogão e a geladeira próximos um do outro. O calor do fogão pode interferir no consumo da geladeira.

- Não usar a parte do fundo da geladeira para secar roupa. 

- Para geladeiras que precisem fazer degelo, é recomendado fazer o procedimento periodicamente. A camada de gelo espessa consome mais energia.

- Existem produtos que têm a chamada “carga fantasma”. Só de estar ligado na tomada eles consomem energia. Produtos como televisão, DVD, aparelhos de som, computador e notebook precisam ser desligados da tomada para não consumirem.

- Decodificadores de TVs a cabo possuem o modo de economia de energia. Acionar ajuda a reduzir o consumo. 

- Rebaixar a luminária. Quanto mais próximo do objeto que ele deve iluminar, mais ele ilumina e diminui a quantidade de lâmpadas necessárias.

- Preferir eletrodomésticos com potência menor. Chuveiros, secador e chapinha, por exemplo, de potência menor, consomem menos. 

- Evitar acúmulo de poeiras nas lâmpadas. Quando estão empoeiradas, elas reduzem a iluminação.

- Fazer o teste da borracha da geladeira. Colocar um papel na porta. Caso o papel caia, quer dizer que está na hora de trocar a borracha: ar quente pode estar entrando pelas frechas. 

- Não guardar alimentos quentes na geladeira. Eles fazem o motor trabalhar mais para estabilizar a temperatura.

- Utilizar suportes que permitem que dois pratos sejam esquentados ao mesmo tempo no micro-ondas.

Nenhum comentário